O que é o Balão Intragástrico?

Por ser a escolha do método cirúrgico (cirugias bariátricas) uma atitude irreversível, o Balão Intragástrico (BIG) passou a ser uma grande alternativa para aqueles que querem perder peso de forma mais saudável. A despeito dos efeitos colaterais iniciais da introdução do balão, ainda assim é um pequeno preço a se pagar quando comparado a outros métodos de emagrecimento. Trata-se de um dispositivo de silicone, com vida útil de 12 meses que, após bem posicionado no estômago por via endoscópica, é insuflado com 600ml (volume ajustável de paciente para paciente conforme a anatomia gástrica de 400 a 700ml ) de soro fisiológico e corante.
Foi projetado para provocar uma sensação de saciedade precoce e diminuir a capacidade do reservatório gástrico, formando um mecanismo de válvula no estômago, diminuindo com isso o consumo de alimentos e facilitando a adaptação a uma dieta hipocalórica associada a uma mudança na rotina de vida, incluindo atividade física.
Pacientes que usam o balão, após o período de adaptação, estão capacitados a uma alimentação normal, especialmente líquido e dietas programadas .

Indicações para o Balão Intragástrico:

Pacientes com IMC acima de 27, refratários ao tratamento clínico.
Para mulheres que ganharam mais de 10% do peso durante a gestação e não consegue voltar ao peso normal.
Preparo e seleção de pacientes com obesidade extrema (IMC > 50), para cirurgia de restrição gástrica.
Redução do risco anestesiológico (cirurgia bariátrica, cirurgia geral, cirurgia ortopédica, cirurgia cardiovascular, dispnéia de decúbito, apnéia do sono, etc).
Redução do risco cirúrgico (IMC extremo com doenças associadas).
Redução do risco clínico de doenças crônicas graves ou que causem invalidez.