É um exame que examina a mucosa da parte superior do trato intestinal, que inclui esôfago, estômago e duodeno (primeira porção do intestino delgado). O médico usará um tubo fino flexível, chamado endoscópio, o qual tem lente e luz própria e permite a visualização das imagens do exame em um vídeo monitor.

A Endoscopia Digestiva Alta auxilia seu médico no esclarecimento dos sintomas de dores abdominais persistentes, náuseas, vômitos, dificuldade de deglutição e outros sintomas. É o melhor exame para encontrar a causa do sangramento do trato gastrointestinal superior e detecta inflamações, úlceras e tumores do esôfago, estômago e duodeno.

O médico pode usar a Endoscopia Digestiva Alta para obter uma biópsia do esôfago, estômago ou duodeno. A biópsia é indolor e é realizada por muitas razões, entre elas para detectar a presença do Helicobacter pylori, bactéria muitas vezes presentes no estômago e que pode causar algumas doenças como a úlcera péptica.

Outros procedimentos também podem ser realizados através da Endoscopia Digestiva Alta, como injeção de substâncias para prevenir o sangramento do trato gastrointestinal alto, dilatação de estreitamentos do esôfago, estômago e duodeno, retirada de pólipos, colocação de balão intragástrico para tratamento da obesidade e outros procedimentos.