BALÃO INTRAGÁSTRICO

O que é o Balão Intragástrico?

Por ser a escolha do método cirúrgico (cirugias bariátricas) uma atitude irreversível, o Balão Intragástrico (BIG) passou a ser uma grande alternativa para aqueles que querem perder peso de forma mais saudável. A despeito dos efeitos colaterais iniciais da introdução do balão, ainda assim é um pequeno preço a se pagar quando comparado a outros métodos de emagrecimento. Trata-se de um dispositivo de silicone, com vida útil de 12 meses que, após bem posicionado no estômago por via endoscópica, é insuflado com 600ml (volume ajustável de paciente para paciente conforme a anatomia gástrica de 400 a 700ml ) de soro fisiológico e corante.
Foi projetado para provocar uma sensação de saciedade precoce e diminuir a capacidade do reservatório gástrico, formando um mecanismo de válvula no estômago, diminuindo com isso o consumo de alimentos e facilitando a adaptação a uma dieta hipocalórica associada a uma mudança na rotina de vida, incluindo atividade física.
Pacientes que usam o balão, após o período de adaptação, estão capacitados a uma alimentação normal, especialmente líquido e dietas programadas .

Indicações para o Balão Intragástrico:

Pacientes com IMC acima de 27, refratários ao tratamento clínico.
Para mulheres que ganharam mais de 10% do peso durante a gestação e não consegue voltar ao peso normal.
Preparo e seleção de pacientes com obesidade extrema (IMC > 50), para cirurgia de restrição gástrica.
Redução do risco anestesiológico (cirurgia bariátrica, cirurgia geral, cirurgia ortopédica, cirurgia cardiovascular, dispnéia de decúbito, apnéia do sono, etc).
Redução do risco cirúrgico (IMC extremo com doenças associadas).
Redução do risco clínico de doenças crônicas graves ou que causem invalidez.

BIOIMPEDÂNCIOMETRIA

A bioimpedanciometria ou análise da bioimpedância é um exame que permite a avaliação da composição corporal de um indivíduo. É um método rápido, não invasivo, indolor e preciso. Essa análise é realizada através de um aparelho que promove a passagem de uma corrente elétrica de baixa intensidade pelo corpo.

Quando uma corrente elétrica é aplicada ao corpo humano, há sempre uma resistência ao fluxo, variável conforme as propriedades dos diferentes tecidos corporais. Os tecidos magros são bons condutores e oferecem baixa resistência, pois contêm grande quantidade de água e eletrólitos. A partir da análise da condutibilidade do corpo, um equipamento de bioimpedanciometria pode obter muitos dados relativos à constituição corporal.

Existem vários tipos de aparelhos disponíveis e os mais avançados possibilitam avaliações cada vez mais completas. Os resultados permitem ao médico conhecer o percentual de gordura, a massa magra e quantidade de água corporal do indivíduo. A taxa metabólica (ou gasto energético diário) do paciente também pode ser medida e é uma informação importante para a busca do equilíbrio do estado nutricional (adequação do consumo de calorias perante o gasto total do organismo).

Além de fornecer dados sobre a condição atual do paciente, o exame pode determinar a composição corporal ideal (ou peso teórico ideal), conforme sexo, idade e preparo físico. A bioimpedanciometria ainda pode ser útil para monitorar as alterações da composição corporal do paciente durante um período de treinamento físico ou tratamento dietético. Nesse caso, se recomenda a realização de exames seriados, preferencialmente com intervalos regulares.

COLONOSCOPIA

A colonoscopia é um exame através do qual o revestimento interno do intestino grosso é visualizado diretamente e em tempo real. Este procedimento permite o exame, a coleta de material para estudo histológico, bem como a remoção de lesões pré-malignas sem a necessidade de intervenção cirúrgica.

É um exame indicado na prevenção do câncer do intestino grosso (colorretal), cuja incidência é crescente em ambos os sexos, a partir dos 50 anos de idade. Também é adequado para a investigação de sinais e sintomas que podem sugerir doença neste segmento.

ELETROCARDIOGRAMA EM REPOUSO

O Eletrocardiograma ou ECG é o registro gráfico da atividade elétrica do coração, realizado em aparelho chamado eletrocardiógrafo.

Os objetivos desse registro são:

Analisar o ritmo cardíaco;Avaliar a condução do estímulo através do sistema de condução do coração e das suas cavidades;Avaliar a integridade ou anormalidades do sistema de condução;Detectar eventuais sobrecargas das cavidades cardíacas e zonas correspondentes à ausência de atividade elétrica.

Teste Ergométrico

O teste ergométrico serve para a avaliação ampla do funcionamento cardiovascular, quando submetido a esforço físico gradualmente crescente, em esteira rolante. São observados os sintomas, os comportamentos da frequência cardíaca, da pressão arterial e do eletrocardiograma antes, durante e após o esforço.

Os principais objetivos do teste são diagnosticar e avaliar a doença arterial coronária. Avalia também a capacidade funcional cárdiorrespiratória; detecção de arritmias, de anormalidades da pressão arterial e de isquemia miocárdica; avaliar surgimento de sopros, sinais de falência ventricular esquerda e dos eventuais sintomas que podem acompanhar essas disfunções; avaliação funcional de doença cardíaca já conhecida; prescrição de exercícios físicos.

ENDOSCOPIA DIGESTIVA

É um exame que examina a mucosa da parte superior do trato intestinal, que inclui esôfago, estômago e duodeno (primeira porção do intestino delgado). O médico usará um tubo fino flexível, chamado endoscópio, o qual tem lente e luz própria e permite a visualização das imagens do exame em um vídeo monitor.

A Endoscopia Digestiva Alta auxilia seu médico no esclarecimento dos sintomas de dores abdominais persistentes, náuseas, vômitos, dificuldade de deglutição e outros sintomas. É o melhor exame para encontrar a causa do sangramento do trato gastrointestinal superior e detecta inflamações, úlceras e tumores do esôfago, estômago e duodeno.

O médico pode usar a Endoscopia Digestiva Alta para obter uma biópsia do esôfago, estômago ou duodeno. A biópsia é indolor e é realizada por muitas razões, entre elas para detectar a presença do Helicobacter pylori, bactéria muitas vezes presentes no estômago e que pode causar algumas doenças como a úlcera péptica.

Outros procedimentos também podem ser realizados através da Endoscopia Digestiva Alta, como injeção de substâncias para prevenir o sangramento do trato gastrointestinal alto, dilatação de estreitamentos do esôfago, estômago e duodeno, retirada de pólipos, colocação de balão intragástrico para tratamento da obesidade e outros procedimentos.

ESPIROMETRIA

O que é espirometria?

Espirometria é um teste que mede a quantidade de ar que uma pessoa é capaz de inspirar ou expirar a cada vez que respira, ou seja, a quantidade de ar que um indivíduo é capaz de colocar para dentro e para fora dos pulmões e a velocidade com que o faz.

Em que consiste a espirometria ?

A espirometria é um exame não invasivo e indolor, que dura cerca de meia hora. Geralmente o paciente estará sentado e deverá respirar através de um tubo contendo um bocal, conectado ao espirômetro. Uma presilha de borracha tapará seu nariz, garantindo que toda respiração seja feita pela boca e tenha que passar pelo aparelho. Durante o exame será alternativamente pedido ao paciente que respire tranquilamente por algum tempo; que encha o pulmão completamente; que assopre com o máximo de força e rapidez possível e, depois, lentamente. O teste poderá ser repetido, depois de aplicado ao paciente uma medicação broncodilatadora, geralmente sob a forma de spray. Esse exame gera, no computador, uma série de curvas, tabelas e gráficos que o médico analisará e que fornecerá uma série de parâmetros que o informarão sobre as condições ventilatórias do paciente (volume expirado forçado (VEF), capacidade vital forçada6 (CVF), volume residual7 (VR) e muitos outros).

HOLTER 24 HORAS

O que é o exame: um monitor de Holter é uma máquina que grava continuamente os ritmos cardíacos. Ele é usado por 24 horas durante as atividades normais. Eletrodos são colocados no peito e ligados ao monitor operado por bateria, o qual é carregado numa carteira e fica preso à cintura ou em volta do pescoço.

Para que serve: o Holter de 24 horas é utilizado para determinar como o coração responde às atividades normais do dia-a-dia. O monitor pode ser indicado após um ataque cardíaco, para investigação de palpitações e síncope (tontura) e para diagnóstico de arritmias cardíacas, como fibrilação atrial, taquicardia atrial multifocal, taquicardia supraventricular paroxística.

Instruções para a realização do exame: é importante que o paciente anote o que está fazendo e sentindo ao usar o monitor, especialmente sintomas cardíacos. Devem-se evitar detectores de metal, objetos magnéticos e áreas de alta voltagem ao se usar o dispositivo. O monitor não deve ser molhado.

M.A.P.A. 24 HORAS

A Monitorização Ambulatorial da Pressão Arterial (M.A.P.A.) é o exame que mede a pressão arterial a cada 20 minutos, durante 24 horas, para a obtenção do registro da pressão arterial durante a vigília e o sono.

Tem como objetivo analisar o comportamento da pressão arterial não somente durante a vigília e o sono, como também durante eventuais sintomas como tontura, dor no peito e desmaio. Além disso, possibilita a avaliação da eficácia do tratamento anti-hipertensivo.

Como é feito ?
No dia e horário agendados, é feita a instalação do equipamento no paciente, que permanece com ele durante 24 horas.

O equipamento é composto por um monitor leve e pequeno – colocado na cintura – que conectado por um tubo plástico fino a uma braçadeira colocada no braço não dominante, exceto se houver alguma contraindicação.

A cada 20 minutos o monitor insufla a braçadeira e registra a pressão obtida.

Após as 24 horas, o paciente retorna ao local do exame para retirada do equipamento. O monitor é conectado ao computador e um software especialmente construído para esta função desenha um gráfico das pressões registradas nas 24h.

O exame deve ser realizado em um dia representativo da sua atividade diária. Assim, é fundamental manter as atividades rotineiras.

Será fornecido ao paciente um impresso chamado “diário de atividades” onde devem ser anotados os horários em que dormiu, acordou, almoçou, jantou, assim como eventuais sintomas e atividades ou eventos importantes.

POLIPECTOMIA GÁSTRICA E DE CÓLON

Polipectomia é a remoção de pólipos – Os pólipos têm um formato parecido com um pequeno cogumelo (geralmente com uma cabeça e um curto tronco) e estão assentes na parede do estômago ou do intestino.
Embora a maioria dos pólipos sejam benignos existe a possibilidade de com o tempo crescerem e terem degenerações malignas.

É necessário muita experiência médica para a cirurgia a fim de evitar hemorragias.
A polipectomia é um procedimento totalmente indolor, realizado no momento da endoscopia. Após a retirada dos pólipos, o médico os envia para análise do médico patologista.

Pólipos são lesões semelhantes a verrugas que crescem no estômago ou nas paredes do cólon, podendo ser de vários tamanhos. Na grande maioria das vezes são benignos. Mesmo as lesões benignas podem transformar-se, com o passar dos anos em malignas. Por isso é necessário retirá-las.

RETOSSIGMOIDOSCOPIA

O que é a retossigmoidoscopia flexível?

É um exame endoscópico que possibilita a visualização da parte final do intestino grosso: o reto e o cólon sigmóide. Ela é solicitada no intuito de diagnosticar as doenças que acometem o reto e o sigmóide e para rastreamento de pólipos e de câncer colorretal.

O exame é realizado pela introdução de um aparelho flexível (fibroscópio) com iluminação central que permite a visualização do revestimento mucoso de todo o trajeto examinado. Doenças orificiais são melhor avaliadas com retosigmoidoscopia rígida ou anoscopia.